17 de fevereiro de 2011

Quase 2 meses..

Quanto tempo! =)
(prepare seu tempo; o texto tá grande..)

Pois é, estou há praticamente 11 dias dos meus 2 meses aqui nos EUA, e como passa rápido! Confesso que ando um pouco relapsa com o meu blog, mas quem é vivo sempre aparece! ;p Bom, meus dias são ótimos, um pouco cansativos, mas peguei a rotina e tou fera já! hahaha.. Minhas crianças são uns amores, claro, como toda criança, tem lá seus dias de lua, mas nada que não dê pra levar e conquistar com alguns mimos, e vou confessar, eu adoro! Aprendo todo dia uma coisa nova e eles me ensinam bastante coisa, é incrível. Percebi que em 2 meses meu vocabulário já aumentou bastante, e isso me ajuda muito na conversação.


2 meses de ingles: Pois é, ainda não sou a rainha do ingles, mas me viro bem. Eu sempre tive uma noção boa de ingles, mas ainda tenho um pouco de medo e eu sinceramente preciso aprender a lidar e mudar esse receio de errar durante uma conversa, ou durante uma pergunta.. e viva os Modals Verbs! hahaha.. nunca pensei que eles seriam tão uteis, as aulas de portugues no Brasil sempre foram uma das minhas aulas favoritas, e vou dizer que as aulas de ingles aqui na universidade são iguaiszinhas! conjugar verbo, verbo no passado, presente e aquele monte de verbos irregulares que fodem a vida e que só se aprende na pratica, porque na teoria eu sou uma catastrofe! hahuahuaha.. mas com tanta ralação, acabo aprendendo os detalhes que pareciam tão dificeis. 




Nesse mês de fevereiro conheci os pontos turisticos da Filadelfia, algumas cidades da Pensilvania e nesse final de semana estou indo pra Atlantic City, NJ. Meus planos de viagens se limitam com a grana, mas as viagens intermunipais e interestaduais aqui nos EUA são até que acessíveis pra uma Au Pair, a dica é saber economizar e não torrar a grana em futilidades e besteiras. Alias, por falar em besteiras, que DIFICIL não comprar coisas nesse país, é tudo muito acessível, mas separando um pouco por mês, dá pra fazer um roteiro legal de viagens e passeios por aqui, e claro, comprar, comprar, comprar! hahaha



A Filadelfia é linda, alias, qualquer lugar novo geralmente é lindo, né? raramente não me deslumbro num lugar por aqui. As construções são lindas, os detalhes, as cores, o tamanho das coisas são fantasticos, não tem como não ficar encantada. A neve deixou de ser legal, é linda, confesso, mas estraga os dias.. ficar em casa trancafiada, sem poder dirigir, sair, fazer qualquer coisa por conta da neve é terrível.. hoje em dia eu digo que só é linda em filme, hauhauaha.. mas tem lá sua beleza nas calçadas que continuam branquinhas.. e assim ficarão por mais alguns dias, até que esquente de vez e ela se derreta. Os dias de sol aqui são os mais lindos, o pôr-do-sol aqui é de uma beleza extraordinária, assistir o pôr do sol é uma das minhas melhores horas, me sinto completa, é a hora que eu reflito meu dia e minha oportunidade de viver tudo isso aqui.. e sempre, sempre abro um sorriso quando me pego fazendo isso.





Tenho muitos planos, alguns inclusive de extender o programa por mais 1 ano, tenho planos de conhecer os EUA esse ano e partir pra Europa ano que vem, quero aproveitar não só viajando, mas acrescentando um pouco de cada lugar, cultura e claro, pessoas. Networking nunca é demais, e confesso, é fantastico ter amigos de outras nacionalidades, eu simplesmente me sinto num filme de hollywood o tempo todo, é uma vida surreal, à parte da vida no Brasil, que era boa, mas no sentido fictício.. no Brasil era a 'vida real' , aqui é um filme.. e todos as noites quando deito a cabeça no travesseiro, ouço minha consciencia tentando realizar cada segundo da minha vida aqui e no Brasil tambem.. são extremos, passear no exterior e viver no exterior são realidades completamente diferentes, confesso que não troco o Brasil e já penso em voltar assim que eu me sentir preparada e satisfeita com tudo o que eu acrescentei de vida aqui, isso aqui é um intensivo de valores.. nunca refleti tanto a minha vida como aprendi a refletir aqui, descobri alguns valores e melhorei outros que eu deixava de lado no Brasil.. pode parecer uma coisa um pouco distante do que pensam no Brasil e que isso é só papo, mas sinto que voltarei uns anos-luz evoluída e mais madura pra algumas coisas que no Brasil eu certamente demoraria mais pra mudar, uma inclusive é dar o verdadeiro valor pra família, e que eles são a base de tudo, e amigos, ah os amigos.. aqui voce descobre realmente quem lembra de voce, quem torce e com quem voce pode contar quando voltar.. alguns desaparecem, quando voce realmente acha que pode contar, voce descobre que só pode contar com voce mesma, e nao vale cobrar, aliás, com a vida nova que voce tem aqui, dificilmente voce corre atrás de alguem. Ta aí uma coisa que se aprende aqui, a se valorizar mais.. descobri que antes de qualquer pessoa eu sou mais eu, e que se eu nao fizer por mim, as coisas não vão nunca andar pra frente.. demorei pra acreditar que a maior motivação da minha vida sou eu mesma, que meus pais são a minha base, mas eu sou toda a energia pra gerar determinação, perseverança e coragem pra enfrentar cada dificuldade, cada dia difícil de saudade, de grana.. enfim, de certas coisas que não tem mais a mamãe ou o papai pra dizer 'vai, minha filha.. faz isso', 'vai Luciana, tá na hora de acordar',  'vai luciana, lava essa louça' , 'vai Luciana, arruma seu quarto, sua cama..'.. aqui as coisas dependem só de mim e isso me faz ser uma pessoa melhor, de valores melhores e responsabilidades. 







Comecei a dar valor pra coisas bobas e, principalmente, pessoas. A reflexão é tamanha, que hoje penso 2 vezes antes de 'ficar' com alguem, que seja um beijo numa noite, no meio de uma balada ou enfim, qualquer lugar 'crowd'. Descobri que o valor deve vir primeiro de mim, que não me sinto preparada pra beijar o primeiro que aparecer e gritar pro mundo 'to desencalhada', ou 'sou foda'.. comecei a perceber esses detalhes em mim, de valores como os meus sentimentos que não são tangíveis, que ter alguem do lado é compartilhar não só o básico como respeito, mas tambem uma certa lealdade. Que gostar não é amor, e que amar vai alem de uma admiração. Descobri um ciume saudavel pela minha vida que ninguem poderia me mostrar se eu mesma não enxergasse tal, é fantastico, repito que morar fora é um intensivo de reflexão.. de um todo, da vida e de todo o resto. Descobri também que americano é uma negação dançando e que a maioria das mulheres aqui se liberam tanto na balada, que sempre acho que todas são putas, se voce acha que baile funk é algo vulgar, VENHA CONHECER AS NOITES NOS EUA!! As danças são coisas assim, bem próximas ao sexo tradicional, e se voce espera que o homem venha pela frente pra te abordar com uma conversa, se prepara, aqui eles chegam por trás e acham que voce dançará como elas - esfregando literalmente sua bunda.. pois é, amigos.. isso é América.. HUAHAUHA.



A questão é: ou voce se torna uma delas ou faz como eu que lembro do silvio santos e vou girando, girando.. até sair de perto, HAUHAUHA... A bebida aqui é doce e 1 copo te deixa no grau já.. tou tão 'careta' que sempre me disponho a ser a motorista da rodada, e claro que imponho minha condição: passar numa conveniencia pra comprar meu toddynho depois da balada, que aqui termina as 2 da manhã - o que sinceramente é UÓ - .. Mas a gente se acostuma e se conforma que se a balada durasse até as 6 da manhã igual é no Brasil, certamente a balada viraria uma casa de swing.. enfim, né.. o povo aqui é meio taradissssss, a bebida é um verdadeiro absinto enrustido.. sem mais, rere.


Melhor eu finalizar..

Esse sonho aqui é real, é uma oportunidade não só de crescimento profissional e pessoal, mas da unica coisa que dessa vida vou poder levar comigo: os registros intangíveis de uma vida muito bem vivida!

I'll be back soon!
Lu ;)


8 comentários:

Nádia Carvalho disse...

Luu,
Que bom que ta tudo dando certo pr você ai!
Espero ve-la em breve ai meu deus não vejo a hora de ficar on!!!

Bjinhos

Déborah Ferragini disse...

Guria, super legal ler sua reflexão. O fato é que vc está amadurecendo e muitas que já voltaram não tiveram a mesma dose de reflexão para ter melhorado. Ainda bem que não fazemos parte dessas, né?? Boa sorte aí sempre. Chego no final de março em Illinois. Vamos combinar de nos conhecer e tentar montar um roteiro bacana, hein? Beijão!!!

Mandy Anita disse...

Oie Lu
Adorei o post!
Da para ter uma noção do q nos espera...
Boa sorte na sua caminhada =D
Bjão

Val disse...

Luuu....adorei seu texto, reflexoes e talz...e acho q eh bem isso mesmo...se a gnt deixar, podemos amadurecer mt nesse tempo de EUA... pode ser uma experiencia maravilhosa!! E valores, princípios...vale a pena guardá-los onde quer q estejamos!! =D

Bjoss

Gisele disse...

Luuu!

Amei seu blog, principalmente o video que fez sobre carro automatico! hauahuahua

beijo..tô te seguindo!

Juliana disse...

demorou para postar!! mas ficou realmente legal!! uma lição de vida!

**jOsi** disse...

Lu! Cara, com todo o meu coração, eu te agradeço! Seu post abriu meus olhos! ok, ainda nao to nos states... mas espero, assim cmo vc, crescer em tão pouco tempo! Sua reflexão meio que prepara a minha despedida aqui, meus últimos dias e tudo o mais. Não sei mais como expressar o quão me fez bem ler seu post! Mas saiba que fez toda a diferença, nao só no processo do au pair, mas tb na minha vida! obrigada e q tu possas a cada dia que passa enxergar todas essas coisas bas e aproveitá-las! Bjoo

Carol Zago disse...

Simplesmente amei!!!
Força na peruca!!
bjs