21 de maio de 2010

Autoconhecimento

Percebi que o autoconhecimento é fundamental, a vida de hoje em dia é uma eterna montanha russa.. Que o diga o lado emocional, coitado, sempre de cabeça para baixo! Acho que já lucrei muito em férias com a minha vida, já me permiti muito, já errei, já cai, já sofri, mas ainda preciso de mais erros, mais acertos, mais duvidas, mais certezas, mais tombos.. e assim entender o que realmente se passa dentro de mim, não lá fora. As coisas começam a se acertar quando encontramos caminhos, alternativas em que podemos crescer e evoluir de forma que isso acrescente em algo, que libere energia para solidificar a existência, descobrir dons, vocação, definir valores, crença, gosto... 

É bom tomar ciência de que a vida é um caminho com muitas trilhas aos quais temos o prazer do livre arbítrio, decidir por qual iremos seguir é só o começo de uma liberdade absoluta. Liberdade é estado de espírito, é estar em dia com o coração, com a razão e, principalmente, com a vida. Ter capacidade de escolher, definir, decidir, recriar e assim evoluir, é, não só, uma injeção de motivação, quanto de crescimento pessoal. Saber que somos úteis, que sabemos ouvir o que o nosso corpo quer dizer, que tomemos lição todos os dias sobre quem somos e o que aprendemos, nada é tão bom quanto adquirir conhecimento, se permitir em conhecer o que há de mais incomum, estranho, diferente, quebrar tabus, barreiras, desvendar e descobrir o que gosta, o que não gosta e poder no final criar sua própria história, sua própria conclusão. Viver é não ter a vergonha de ser feliz, é fazer acontecer, não deixar passar, afinal, estamos aqui para evoluir... 

Entender o que se passa dentro de nós não exige contrato, a busca do autoconhecimento é só um prazer a mais de saber quem és, para que está aqui e porque... é compreender o que não se sabe bem ao certo o que é, mas que não estamos aqui por acaso.


" A coisa mais indispensável a um homem é reconhecer o uso que deve fazer do seu próprio conhecimento. " (Platão)

Beijos! 
Lu


Um comentário:

Carlinha disse...

Acho que essa constante procura do que somos e de quem somos faz da vida algo mais significativa, por que é nessa procura que agente acaba vivendo...

belo post! =D