10 de setembro de 2009

O que é Marketing?


     Achei muito boa a postura do Carlos Alberto de Faria, quando resolveu escrever um pouco sobre essa ação de marketing e o planejamento, a pergunta que não cala: O que é marketing? nada como uma boa leitura pra recriar novos conceitos e ideias. Sou apaixonada por marketing, e há pouco menos de 6 meses descobri meu encanto, que já existia há anos, mas eu não sabia o nome dessa paixão que durante anos foi platonica.  O mercado de marketing é amplo, muitos são os que trabalham com isso e não gostam, e poucos fazem bem feito. Essa idéia de criar, inovar e procurar novos mercados, novas maneiras de não cair na mesmisse, faz parte dessa minha rotina louca aqui na empresa. Sou viciada no que faço, e não abro mão de seguir meu caminho nessa jornada com uma futura MBA em Gestão Estratégia de Negócios.


Que venha sempre a minha felicidade no trabalho, nada como fazer o que se gosta e ser realizada por isso.
e ah, desejo efetivação.



Segue o texto do Carlos Alberto de Faria:

      A tradução de marketing, para o português, é mercadologia , muito embora os dicionários Aurélio e Michaelis já contemplem o vocábulo marketing. A tradução, com a terminação "logia", reforça a idéia de que corresponde a um novo campo de estudos.

Muitos, muitos mesmo - é até cultural -, confundem marketing com propaganda. Marketing, definitivamente, não é propaganda, ou pelo menos, não só propaganda. Propaganda é somente uma sub-parte do marketing. E, para o marketing de serviços, a propaganda tem sua importância reduzida, pois a melhor propaganda, nessa área de serviços, é a boca a boca. Mas esse não é o assunto hoje ...

O marketing, originalmente, é oriundo da economia, e alçou vôo próprio e independente da economia, quando se constatou que a base de conhecimento para uso do marketing precisava ser maior, mais abrangente, compreendendo, entre outras: sociologia, antropologia, estatística e psicologia.

Theodore Levitt, autor clássico da área, tem uma definição de marketing, muito utilizada e divulgada: "Marketing é obter e manter clientes."

Essa definição, a nosso ver, é excelente como objetivo do marketing, mas não como definição do que é marketing.

O grande nome do marketing é, sem dúvida, Philip Kotler, que tem os livros de marketing mais lidos, adotados e traduzidos. Ele, em um dos seus últimos livros "Marketing para o século XXI", 1999, Editora Futura, reconheceu como o objetivo do marketing "o gerenciamento da demanda". É um conceito que merece nossa atenção e nosso sereno posicionamento, após, necessariamente, algum tempo de reflexão.

Philip Kotler tem algumas outras definições interessantes:

1. O marketing procura o equilíbrio entre a oferta e a demanda.
2. Marketing não é a arte de descobrir maneiras inteligentes de descartar-se do que foi produzido. Marketing é a arte de criar valor genuíno para os clientes. É a arte de ajudar os clientes a tornarem-se ainda melhores.
3. Marketing é a função empresarial que identifica necessidades e desejos insatisfeitos, define e mede sua magnitude e seu potencial de rentabilidade, especifica que mercados-alvo serão mais bem atendidos pela empresa, decide sobre produtos, serviços e programas adequados para servir a esses mercados selecionados e convoca a todos na organização para pensar no cliente e atender ao cliente."

Esta última definição está no livro mais recente de Philip Kotler, Marketing de A a Z, Editora Campus, 2003.

Eu encaro o marketing como um conjunto de conhecimentos, oriundos de diversas áreas do conhecimento humano, que tenham aplicação para facilitar as trocas que se efetuam no mercado. Para mim marketing é mais a aplicação. metodologia, prática dos conhecimentos que favoreçam o estabelecimento de trocas proveitosas no mercado, enfim, é mais tecnologia do que ciência.

Muitos definem, operacionalmente, marketing, como um processo.

Marketing é "o processo de planejar e executar a concepção, estabelecimento de preços, promoção e distribuição de idéias, produtos e serviços a fim de criar trocas que satisfaçam metas individuais e organizacionais".

Esta é a definição da AMA - American Marketing Association.

Neste tipo de definição, mais operacional, o marketing é visto como um apanhado de conceitos de outras áreas. Mas alheio a isto, os estudiosos de marketing continuam avançando seus estudos com o intuito de dar sustentação ás necessidades do mercado e aos decorrentes lançamentos, subdividindo-se em vários grupos de estudo, a saber:

marketing pessoal;
marketing político,
marketing interno ou "endomarketing",
marketing de serviços,
marketing de massa,
marketing das nações,
marketing social,
marketing de relacionamento;
marketing de experiências e
marketing organizacional.

E, com certeza, podemos ser interrompidos por alguém que cite, apropriadamente, outro "tipo" de marketing. Para mim, restam somente duas frases, uma definição e um objetivo, simples e diretas:

Marketing é o estudo das trocas que se realizam no mercado.
O objetivo do marketing é obter e manter clientes.


Comentário a parte:
por Luciana


O texto é bem objetivo, gostei das palavras bem colocadas  pelo autor, é uma definição simples, mas ainda com esse gostinho de insaciavel, marketing é o mundo em que vivemos, respiramos marketing o tempo inteiro, começando pelo próprio marketing pessoal, sem ele voce nao venderia sua imagem à ninguem. Marketing é envolvente..

Fica a dica!
Beijos, Lu

Um comentário:

Tais Cruz disse...

Não sei como vim parar aqui. Mas, gostei.
Especialmente desse post em que você conseguiu reunir vários conceitos sob visões diferentes de uma forma clara e simples. Sou estudande de Gestão Empresarial com ênfase em MKT. E gostei muito do que li. Fiquei encantada com a forma como o MKT foi tratado.

See you!
Beijos!